Novidades

Anitta explica como serão seus lançamentos em 2018

Depois do “Checkmate” em 2017, todo mundo quer saber o que Anitta prepara para este ano. A cantora deu uma pista nesta sexta (11/5), durante a coletiva de lançamento de “Ao Vivo e a Cores” com Matheus & Kauan em São Paulo. Anitta apontou que, em 2018, ela cantará em português somente nas parcerias – como essa com a dupla, com Wesley Safadão (“Romance com Safadeza”) e com Silva (ainda inédita). Os singles próprios dela serão em outros idiomas, em especial em espanhol. “Esse é meu planejamento e minha estratégia para este ano. No ano passado, lancei muita coisa minha. Guardei este ano para lançar essas parcerias com os amigos e os parceiros que tanto me pedem”, explicou. Ela não especificou quais serão os próximos lançamentos, mas sabe-se que colaborações com Alok, Kevinho, Micael e Claudia Leitte estão na fila do cronograma.

– As músicas solo ou as músicas em que eu convido alguém, estou fazendo em outros idiomas, principalmente em espanhol, que é um mercado que está indo muito bem para mim. Mas eu não queria de maneira nenhuma largar o Brasil. Não consigo lançar três singles ao mesmo tempo em línguas diferentes, então uni o útil ao agradável: aqui eu lanço as parcerias e lá fora eu faço o trabalho meu. – disse a cantora de “Indecente”.

Segundo Anitta, ela não faz nem 1% das parcerias que lhe são solicitadas. Os convites são muitos, tanto no Brasil quanto fora do país. Ela não pode atender a todos para que um lançamento não prejudique o outro. “A gente tem um cuidado, tanto que ia lançar essa música com Matheus & Kauan no ano passado e falei ‘vamos guardar, porque estou lançando muita coisa”, conta, “a gente estava falando sobre a música em agosto e só foi lançar agora. Com Safadão, aconteceu a mesma coisa em ‘Romance com Safadeza’. Ele me pediu no ano passado e eu falei ‘vamos esperar, vamos entrar na fila’, mas em um sentido bom, senão não fica bom nem pra mim nem para o artista que está cantando comigo. A gente está calculando as coisas que vão sair para não queimar a largada”.

A cantora se orgulha de estar com várias entradas simultâneas no Top 50 do Spotify no Brasil – “Indecente”, “Coladinha em Mim” (com Gustavo Mioto), “Romance com Safadeza” e “Vai Malandra”. Espera qeu “Ao Vivo e a Cores” também entre. “Eu passeio por vários estilos, e o R&B e hip-hop eu cresci ouvindo. Eu tive acesso com a Mariah Carey, que sempre ouvi, e é um ritmo que eu não tinha explorado tanto. Tinha feito ‘Cobertor’ com o Projota, mas tem tempo que não exploro esse lado. Daí a gente deu uma pincelada de R&B, que eu acredito que será o próximo grande hit do Brasil depois do funk”, aposta. Ela também quer lançar um EP do programa “Anitta Entrou No Grupo”, com as quatro músicas inéditas apresentadas por ela com os convidados. Tudo vai depender da agenda dos outros para entrarem em estúdio e gravarem suas partes.

– Eu sempre sonho com as parcerias. Hoje em dia, principalmente as internacionais. Drake, Rihanna, Beyoncé são pessoas com quem eu sonharia cantar. Quem sabe um dia? Deus está aí, não sei. Mas com certeza eu sou muito de sonhar. Quando era criança, tinha essa certeza na cabeça: que eu seria cantora. Eu ia aos lugares e já me imaginava cantando ali, bem louca. Antes de dormir, eu imaginava cantando para um público gigante. Aí hoje em dia, tô no lugar, e lembro que ficava imaginando. É bem legal. Uma sensação diferente.

Fonte: POPline

Compartilhe com seus amigos