Novidades

Gabriel Diniz lança disco acústico com pegada mais suave e a missão de emplacar outro hit como ‘Jenifer’

Parece que nem mesmo Gabriel Diniz acreditava que Jenifer (Junior Lobo, Thawan Alves, Thales Gui, Leo Sousa, Allef Rodrigues, João Palá, Fred Wilian e Junior Avelar, 2018) – música que lançou em setembro do ano passado – fosse entrar em 2019 com fôlego.

Mas Jenifer virou, por conta do refrão, um dos hits deste verão em escalada surpreendente para uma composição insossa até para os baixos padrões melódicos e harmônicos adotados pela indústria da música pop nos últimos anos.

E GD – como o cantor sul mato-grossense, nascido em Campo Grande (MG) e criado em João Pessoa (PB), se apresenta no meio musical – acabou adiando para a próxima sexta-feira, 1º de fevereiro, o lançamento de GD à vontade, álbum que sucede o disco GD na ilha (2018) e que, pelo cronograma inicial do artista, deveria ter sido apresentado em dezembro de 2018.

Com nove músicas, o álbum GD à vontade foi gravado ao vivo em show acústico feito em novembro em clima de luau, com pegada mais serena e romântica. E com a missão de gerar um outro hit viral como Jenifer.

A propósito, Aquilo que nunca me deu, Boyzinho, Foi o amor, Reapaixonar, Safadezinha, Sete chaves, Só da você e 100 outonos compõem, ao lado da já rodada Jenifer, o repertório inédito do álbum GD à vontade.

Fonte: G1 Música

Compartilhe com seus amigos