Novidades

Ivete Sangalo: como a estrela se tornou a cara do Rock in Rio

Quando o Rock in Rio foi criado, em 1985, nem mesmo o fundador Roberto Medina poderia imaginar que a artista que participaria mais vezes do festival seria uma cantora de axé. Mas é. No próximo sábado (30/6), Ivete Sangalo retorna ao Palco Mundo do Rock in Rio – Lisboa para mais uma show – em noite que terá ainda Hailee Steinfeld, Jessie J e Katy Perry. Grande parceira do festival, ela é a única artista do mundo a ter cantado em todas as oito edições do evento em Portugal. Além disso, ela também participou do Rock in Rio em todas as cidades em que foi realizado: Rio de Janeiro, Lisboa, Madri e Las Vegas. Você pode chamar isso de um recorde. Medina diz que todas essas participações se devem à capacidade de Ivete de conversar com diferentes públicos e se aproximar do pop.

– Eu tenho a felicidade de ter construído com o festival e com o público do Rock in Rio essa história tão forte e bonita, que me trouxe momentos memoráveis aqui no Brasil e fora do país. São emoções que não são previsíveis e sempre me surpreendem de uma maneira muito positiva. Eu sou apaixonada por essa história. – diz a cantora.

A primeira vez da baiana no Palco Mundo foi há 14 anos, na estreia do Rock in Rio – Lisboa. Na época, a edição brasileira do festival estava em hiato. Ivete cantou na mesma noite que Alejandro Sanz, Alicia Keys e Sting. Desde então, de dois em dois anos, ela retorna a Portugal a convite do festival (e, frequentemente, aproveita a viagem para fazer miniturnês europeias). Em 2008, ela e Carlinhos Brown fizeram também a primeira edição do Rock in Rio – Madri e, em 2015, ela se apresentou no palco principal do primeiro Rock in Rio – USA, em noite com Ed Sheeran e Taylor Swift. Na ocasião, a revista Billboard se referiu a ela como “a cantora mais popular do Brasil”. O Los Angeles Times detalhou: “um monte de fãs correram para o palco quando ela chegou. Por quê? Aquela voz!”.

Na última edição do Rock in Rio – Lisboa, Ariana Grande cancelou seu show de última hora por problemas de saúde e a organização convocou Ivete Sangalo para uma dobradinha. “Onde tem uma cantora luso-brasileira no camarim, não existe problemas para o festival. Estarei aqui hoje e em qualquer dia que Portugal me chamar”, ela disse no show de substituição, “em nome do Rock in Rio, uma marca originalmente brasileira por quem tenho muito carinho, agradeço a compreensão, mas acima de tudo esse sorriso com o qual fui recebida nesta noite”. Ivete, então, fez dois shows – um no sábado e outro no domingo. Foi bem aceita pela multidão. Os portugueses a amam. Só o “MTV Ao Vivo” (2004) vendeu mais de 50 mil cópias no país e o “Ivete no Maracanã” (2007) ganhou certificado de ouro por lá. Ela já colocou oito álbuns no Top 10 da parada portuguesa.

No Brasil, nem se fala. Ivete se aproxima da unanimidade: há os fãs de sua música e os fãs de sua pessoa. A cantora já protagonizou momentos inesquecíveis no Rock in Rio. Em 2017, última edição carioca, exibiu a barriguinha da gravidez de gêmeas e prestou homenagem ao filho Marcelo, com o nome dele escrito no figurino. Ela também já subiu no palco junto com Shakira, Gisele Bundchen, Os Paralamas do Sucesso e presenteou o público com covers de “Pro Dia Nascer Feliz” (Cazuza), “More Than Words” (Extreme), “Careless Whisper” (George Michael), “Love Of My Life” (Queen), sempre momentos muito delicados e até emocionantes, em meio ao tira-o-pé-do-chão que põe mais de 80 mil pessoas para pular ano a ano na Cidade do Rock. Chamada de rainha pelo público e pela mídia, ela responde:

– Rainha de um reino desse fica fácil de ser, né? Quando as pessoas querem que você seja alguma coisa, você soma com elas. Não há como fazer um show lindo se as pessoas não quiserem que ele seja lindo, e não quiserem que aquela artista realize aquilo daquela maneira. Eu dependo completamente desse amor e dessa energia. Rock in Rio é minha casa.

O show de Ivete Sangalo será exibido pelo Multishow na TV e na Internet.

Fonte: POPline

Compartilhe com seus amigos