Novidades

“Vai Passar Mal”: Um ano de lançamento e as conquistas de Pabllo Vittar com seu álbum de estreia

Quando o ano de 2017 começou, sem saber o que viria pela frente, Pabllo Vittar era somente uma aposta da nova música brasileira. Uma aposta arriscada, já que era uma drag queen, para “bater de frente com Anitta e Ludmilla”, como disse o jornal O Globo. Nem mesmo quem escreveu isso imaginava, ou acreditaria, que Pabllo Vittar, em um ano, se tornaria tudo isso que é hoje.

Com uma legião de fãs no Brasil e já reconhecida mundo afora, com parcerias já realizadas e muitas outras para serem lançadas neste ano, Pabllo Vittar saiu da obscuridade direto para o estrelato. E hoje, 10 de janeiro de 2018, um ano após o lançamento oficial do seu primeiro álbum, o “Vai Passar Mal”, e com um novo ciclo a se iniciar antes do Carnaval com o lançamento do single de “Então Vai”, relembraremos as conquistas de Pabllo Vittar em apenas um ano de sua carreira.

Carnaval
Foi exatamente antes do Carnaval (e se estendendo durante ele e depois dele) que Pabllo Vittar despontou de vez e caiu na graça do público. O lançamento de “Todo Dia” foi um tiro mais do que certeiro e foi a música do Carnaval 2017 nos quatro cantos do Brasil.

O sucesso de “Todo Dia” foi tão grande, que Pabllo Vittar foi convidada especial em vários blocos de carnaval, incluindo o de Anitta, no Rio de Janeiro, e o de Daniela Mercury, em Salvador.

K.O.
Depois de “Todo Dia”, Pabllo Vittar resolveu, então, lançar “K.O.”, uma música com batidas eletrônicas e fortes influências do forró, estilo musical tipicamente nordestino (Pabllo é do Maranhão). A faixa, mais uma vez, caiu na graça do público. Mas dessa vez, ultrapassou qualquer expectativa que Pabllo poderia ter para a música.

“K.O.” rapidamente se tornou uma das músicas mais tocadas no Brasil inteiro, seja nas rádios ou nas plataformas de streaming, e ao final do ano, ganhou prêmios de Melhor Música do Ano em quase todas as (poucas) premiações que ainda acontecem no Brasil, desbancando, realmente, Anitta e Ludmilla, como apostado no início do ano.

 

Internacional
O sucesso de “Todo Dia” e “K.O.” foi tão grande que chegou a respingar internacionalmente. Pabllo Vittar se tornou a drag queen mais seguida no Instagram, batendo a lenda RuPaul, e foi convidada para participar de uma música com o Major Lazer. Ao lado de Anitta, que ela já havia dito ser seu sonho fazer uma parceria, Pabllo aparece em “Sua Cara”, outro sucesso do ano de 2017. Sucesso que ultrapassou as fronteiras brasileiras e colocou Pabllo Vittar nos holofotes internacionais da música. Foi a partir daí que surgiram convites de parcerias, incluindo a com Charli XCX, em “I Got It”, já lançada.

O videoclipe de “Sua Cara”, lançado em uma festa idealizada por Anitta, logo se tornou o clipe mais assistido do ano, mundialmente, em apenas 24 horas e o 3º com mais visualizações nesse período na história do YouTube (após a atualização nas visualizações). O clipe de “Sua Cara” foi superado em 2017 com o lançamento de “Look What You Made Me Do”, de Taylor Swift.

 

Gravadora
Tudo isso, até o mês de julho de 2017, foi feito por Pabllo Vittar de forma independente. A drag queen não tinha contrato com gravadora… ainda. Foi em agosto que a Sony Music resolveu colocar sob suas asas o fenômeno Pabllo Vittar. O contrato chegou a abrir ainda mais o mercado para outras drag queens cantoras no Brasil, como Aretuza Lovi, que também foi contratada pela Sony Music.

Rock in Rio
Talvez um dos pontos mais altos de Pabllo Vittar em 2017: o Rock in Rio. A drag queen não só se apresentou no Palco Itaú, para uma multidão de fãs que cantavam todas as suas músicas, mas também subiu ao principal palco do festival, o Palco Mundo, em um dueto surpresa que muita gente não acreditava que aconteceria.

Com o planeta todo olhando para o Rio de Janeiro, Pabllo Vittar foi convidada por Fergie para participar de seu show no Palco Mundo do festival. E, claro, não fez feio. Juntas, Pabllo e Fergie cantaram “Glamorous”, do álbum “The Dutchess” de Fergie”, e “Sua Cara” e se tornaram manchete nos meios de comunicação ao redor do globo.

 

Fora da Música
Não é só na música que Pabllo Vittar é um sucesso inegável. A drag queen quebrou várias barreiras durante 2017, incluindo aparições em várias revistas importantes do Brasil, como a Vogue, a Cosmopolitan e a Joyce Pascowitch.

Pabllo também fechou alguns contratos de publicidade, incluindo com a Coca-Cola, onde participa de campanha ao lado de vários artistas brasileiros que fizeram muito sucesso em 2017.

Pabllo também dominou as telinhas brasileiras. Apareceu em novela e em quase todos, para não dizer todos, os programas de TV e ainda virou inspiração para um novo personagem de novela, que será interpretado por Jesuíta Barbosa (famoso por aparecer em vários do clipes de Johnny Hooker). O ator fará uma drag queen cantora, totalmente inspirada em Pabllo Vittar.

 

Ainda sofrendo muito preconceito por parte do público mais conservador do Brasil, a força de Pabllo Vittar combinada com o seu imenso sucesso e talento começaram a abrir as portas para uma indústria fonográfica e de entretenimento mais inclusivas. 2017 foi grande para Pabllo Vittar e 2018 promete ser ainda maior, com parcerias internacionais e um segundo álbum, agora todo sob as asas da Sony Music.

Um ano só se passou e Pabllo Vittar já mostrou para que veio. Para ficar. E vai passar mal quem achar que não.

Fonte: POPline

Compartilhe com seus amigos