Novidades

Foto: Reprodução

Protestos na madrugada abrem o 16º dia de apagão no Amapá, após novo blecaute

Após novo blecaute nas 13 das 16 cidades do Amapá, moradores de Macapá e Santana realizaram novos protestos entre 23h30 de terça-feira (17) e 3h desta quarta-feira (18). Segundo a Polícia Militar (PM), foram registradas 9 manifestações nas duas cidades. O estado chega ao 16º dia de apagão.

Um dos protestos ocorreu na Zona Norte da capital, onde os moradores bloquearam em pelo menos dois trechos a Av. Carlos Lins Cortes, a principal via do bairro Infraero 2. A PM também afirmou em nota que fez a dispersão de 3 princípios de manifestações.

O governo federal declarou que investiga as causas do apagão de terça-feira, e que houve atuação ainda durante a noite para o retorno gradual do fornecimento. Moradores da capital relataram que a energia começou a ser retomada por volta de 22h40, mas com oscilações e falhas.

No novo apagão, apenas hospitais, órgãos públicos e estabelecimentos comerciais com geradores não tiveram interrupção.

O segundo blecaute geral aconteceu por volta das 20h30, no estado que vive um fornecimento racionado, através de rodízio de 3 e de 4 horas. O problema começou após um incêndio na principal subestação do estado, no dia 3 de novembro.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou que trabalhava para restabelecer a totalidade das cargas no estado o mais breve possível.

A Eletronorte detalhou que ocorreu um desligamento da Usina Hidrelétrica Coaracy Nunes, que está fornecendo parte do abastecimento ao Amapá, em decorrência de “um evento externo à usina, provavelmente no sistema de distribuição de energia elétrica”.

Completou que os técnicos restabeleceram a geração na usina e que o fornecimento começou a ser retomado pela Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) e ONS. Esclareceu também que não é proprietária da distribuição ou transmissão de energia para o Amapá.

O Ministério de Minas e Energia (MME) informou que o sistema elétrico apresentou instabilidade e as causas estão sendo investigadas.

A Linhas de Macapá Transmissora de Energia, concessionária responsável pela transmissão no estado informou, em nota, que não houve problemas no transformador da subestação na capital que fornece o serviço e que o apagão “deve ser confirmado com as autoridades”.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede Sustentabilidade-AP) disse nas redes sociais que “estamos novamente com apagão total no Amapá”. “É urgente um esclarecimento das autoridades responsáveis sobre o que aconteceu neste momento.”

Fonte: G1

Compartilhe com seus amigos